terça-feira, 22 de abril de 2014


"A solidão do sobrevivente"


Publicado em / /            Comente esse post

Lado D: depressivo será uma tag em que vou postar meus textos mais profundos. Quando ele for antigo, haverá a data de quando foi escrito.

Em 24 de Dezembro de 2011

Sofri um acidente que todos os médicos diagnosticaram ser grave a ponto de não darem um pingo de esperança sobre minha sobrevivência. Eu achei que tudo não passou de uma pegadinha. Sim, caí numa pegadinha e voltei pra casa como todos aqueles que são “enganados” e sofrem algum tipo de assédio. Voltei pra casa com novas esperanças e perspectivas de uma vida diferente, já que havia ganhado uma nova chance de começar tudo novamente.

Se escapei desse tumulto chamado morte, é porque Deus viu que minha missão ainda não foi cumprida. Espero eu que esse seja o motivo, porque a cada dia que passa, vejo que minha vida não faz sentido algum. Estou feliz por estar vivo, mas triste por não viver. EU NÃO VIVO... NÃO SEI O QUE É VIVER. Invejo tanto as pessoas que são felizes e tem tão pouco. Eu tenho tudo que quero, mas não tenho pessoa alguma perto de mim. Não tenho palavra amiga alguma pra me ajudar.

Jamais que quero culpar alguém por algo que aconteceu comigo. Todas as amizades que fiz, se foram. Seguiram seus caminhos. As novas amizades eu ainda não encontrei. Talvez seja porque quero pessoas que sejam que nem eu. Que pensem que nem eu. Que sejam eu. Que me queiram.

Agora me olho no espelho e tudo que vejo é uma figura em pleno rascunho. Toda rabiscada e com traços tortos e sem cores. Não consigo enxergar obra prima. Muito menos algum quadro original. Vejo que começaram uma arte que na metade desistiram de continuar.

Será que isso depende só de mim?



0 comentários:

Postar um comentário

Comente, mantenha esse blog vivo!