domingo, 13 de abril de 2014


Dissertando sobre Felicidade


Publicado em / /            Comente esse post

Hoje quero dissertar um pouquinho sobre a felicidade.

Quando estamos felizes, queremos que outras pessoas sejam felizes também. Se algo nos traz alegria, é natural que façamos outras pessoas sentirem o mesmo desse modo. Sendo errado ou não, vamos continuar buscando a felicidade, seja em lugares, coisas e o mais ferível: pessoas.

Não estou generalizando e muito menos apontando, porém conversando com um amigo, senti que eu não posso obrigar as pessoas a serem felizes do meu modo. Elas já estão felizes do modo delas, que direito eu tenho de romper isso?

Se a pessoa já está feliz, ok! A vida é muito curta e o amanhã é incerto.
Temos que fazer de tudo para finalizar o dia e ter um saldo positivo, onde pelo menos haja um sorriso de felicidade. Eu creio que se a pessoa está feliz, eu não posso chegar nela a obrigar a ser feliz do meu jeito.

E o livre arbitrio? E os nossos direitos?
Temos a liberdade e temos que saber como usá-la.
Com ciência e responsabilidade.

Estou postando esse texto pois fui motivado por uma conversa com um amigo, que quando o questionei com a pergunta:

"Você está feliz?" (em relação a vida que está levando)

E me respondeu que SIM! Que estava feliz. Aceitei sua resposta e de imediato conclui que a felicidade dele, seja lá como vem, deve ser respeitada. Pode ser o jeito que eu não busque a minha, porém quando se trata de vida, cada um cuida da sua. A não ser que você tenha gatos.

Pedro, o que busca ser o mais feliz do mundo.



0 comentários:

Postar um comentário

Comente, mantenha esse blog vivo!