sexta-feira, 11 de julho de 2014


Sobre expectativas


Publicado em / /            1 Comente esse post

Estava assistindo a uma série e em um dos episódios uma personagem disse:

"As pessoas são melhores no abstrato."

E eu parei e conclui que sim, isso é verdade. Mas é tudo por causa das expectativas que criamos sobre elas. Quando vamos a um lugar, já imaginamos o que faremos lá, quem iremos encontrar e já tentamos criar várias cenas em nossas mentes. Bom, eu faço isso. Mas as vezes nem tudo é como eu roteirizei na minha imaginação, porque a vida não é cinema. Não é perfeita. As vezes até é, mas na maioria não. Porque nós mortais iriamos ser?

A vida é assim mesmo, várias vezes colocamos uma venda nos olhos e não nos permitimos absorver as cores da vida. Enxergar a vida é como estar com os olhos fechados por muito tempo e ser exposto a luz, dando aquele contraste onde a pupila deixa o estado dilatado. É um choque, mas depois a gente vai se acostumando com a iluminação. Assim, começamos a absorver mais do que está diante de nossa visão, concreta ou abstrata.

As pessoas não devem ser peças fundamentais em nossa vida. São complementos temporários. Soa um pouco egocentrico, mas ninguém tem o direito de dizer o que devemos ou não fazer em nossa vivência. Cada um deve viver e tomar decisões individuais, desejando o melhor para si. Claro que conselhos e ajudas são aceitas, mas não podem ser levadas como decisões ou pontos finais, até porque as pessoas estão passíveis a erros. Não devemos dar a elas a responsabilidade de nos preencher e exigir a completa felicidade, pois de fato isso nem existe. Nunca estamos 100% satisfeitos com o que temos. Estamos sempre querendo mais e mais. Acabamos não dando valor aos momentos especiais que realmente são valiosos e não há dinheiro que compre. E as vezes não há como viver novamente.

É preciso tirar a poeira dos olhos e vislumbrar o que a vida tem de colorido.
E claro, não apenas ver a vida pela janela, e sim, sair para fora e enxergá-la com outros olhos.
Tratar pessoas como acréscimo e não como caminhos para alegrias diárias.

A cada dia que passa aprendo mais comigo mesmo. Além de enxergar para fora, comecei a olhar para dentro de mim.
Descobri uma vista espetacular e exclusiva, onde o panorama é só meu.

Pedro, o que está desfrutando da paisagem.



1 comentários:

Carolina Bachiega disse...

Te digo uma coisa, eu parei à algum tempo de ter expectativ sobre as pessoas, na maioria das vezes não dá certo ...

Postar um comentário

Comente, mantenha esse blog vivo!