domingo, 21 de setembro de 2014


Sem rumo


Publicado em / /            Comente esse post

Quando o cansaço me invade, minha vontade é deixar a mente viajar.
Deixar os pensamentos navegarem por oceanos inimagináveis.
Deslizará em correntezas onde nenhum ser humano tenha pisado.
Transbordará ao ponto de que não haja consciência para traçar o caminho desse descanso.

Deixarei o barco da vida me levar...

Pedro, o que não quer ficar parado.



0 comentários:

Postar um comentário

Comente, mantenha esse blog vivo!