domingo, 1 de fevereiro de 2015


Um lixo de presente


Publicado em / /            Comente esse post

Era fim do terceiro ano do ensino médio e fizemos uma festinha de despedida na escola com amigo secreto. Por coincidência sai com o meu amigo Bruno e como sabia que ele era muito chato com presentes e não gostava de quase nada, surtei por não saber o que dar.

Aí conversando com minha prima Talita que na época trabalhava comigo, ela sugeriu que eu montasse uma cesta de chocolates que ela mesma me ajudaria a montar. Eu topei, até porque não ficou caro e na verdade ficou mais barato do que comprar uma pronta. E ele adorava chocolate, logo seria impossível não curtir né?

Só que aí veio uma questão: como vou levar a cesta sem que ninguem visse e estragasse a surpresa?

Aí tive a ideia de esconder a cesta dentro de um saco de lixo. Ficou perfeita e impossível de saber que tinha lá dentro. Como é tradição da brincadeira, sempre tem uma zueira né? Só que no caso a minha não tinha.

Porém não era normal uma pessoa andar na escola com um saco de lixo né? Imaginei os meus outros amigos fazendo piadas e sendo engraçadinhos, e antes de dormir tive outra ideia para responder quando um deles me zombassem.

Chegando na escola foi normal. Entrei na sala e o mais engraçadinho deles (que eu imaginava que iria me zoar) falou:

- Ué Pedro... Pra que esse saco aí? Virou lixeiro agora? Pode limpar aqui...

Eu que já estava com a resposta na ponta da lingua soltei:

- Não Luiz Fernando, eu passei na porta da sua casa e sua mãe pediu que eu trouxesse seu lanche. hahaha

BANG! Todo mundo morreu de rir né? Ele não estava esperando uma resposta "criativa" e ficou todo sem graça lá com um sorriso meia boca. Me senti o Poderoso Chefão andando de camera lenta e ouvindo as gargalhadas.

Mas na hora de revelar o amigo oculto, e o meu amigo abriu e tirou a cesta lá de dentro, foi recalque geral. Todos queriam chocolate e ainda acharam que gastei um dinheirão e fiquei lá ostentando o poder né. Por fim, já estava com vergonha, e até o Luiz Fernando veio cobrar o "lanche" que a mãe dele tinha mandado. rs

Moral da história: não mexa com quem está quieto.

Pedro, o que perde o amigo mas não perde a piada.

----
Mas amigo secreto nem sempre é alegria pra mim. Qualquer dia conto pra vocês o dia em que ganhei dois sabonetes Lux e quase chorei de tanta tristeza/vergonha... kk



0 comentários:

Postar um comentário

Comente, mantenha esse blog vivo!